às 15:56:00

Aluna de Direito do UNIPTAN é aprovada em 1º lugar na AGU.

A aluna Izadora Andrade, estudante do 4º período de Direito do UNPTAN, foi aprovada em um dos processos seletivos mais concorridos da área do Direito, o estágio da Advocacia Geral da União.

Para Izadora, ser aprovada em 1º lugar foi motivo de muita satisfação, "Ter sido aprovada em 1º lugar no processo seletivo para um dos melhores estágios que se poderia desejar durante a graduação, foi uma surpresa. Não posso dizer que esperava, pois nunca nos sentimos preparados. Apesar dos obstáculos e do nível de dificuldade da prova, fez a diferença estudar na UNIPTAN, que conta com uma estrutura excelente de professores qualificados que ultrapassa as salas de aula quando o assunto é capacitar os aluno. O apoio das minhas  colegas de curso e amigas também foi muito importante; aproveito para agradecer pela parceria de sempre da Adriana, da Ana Paula, Carina e da Luana e aos professores Jorge Heleno, Ciro e  Karen".

Ainda sobre o processo seletivo, Izadora destaca a grande concorrência no processo. " Por ser a Advocacia Geral da União a entidade que representa a União judicial e extrajudicialmente, compondo a Administração Pública Federal, pode-se esperar que seja um dos estágios mais almejados na vida de um estudante de Direito, como foi para mim. A exigência é de 50% de acertos na prova para ser aprovado, competindo o candidato com os concorrentes da região escolhida no momento da inscrição, sendo a prova aplicada ao mesmo tempo, em vários estados do país".

Izadora ainda destaca algumas oportunidades que vão se abrir com o estágio. "Sobre os benefícios, além da oportunidade de conhecer pessoas da área do Direito, criar rede de contatos, conviver com a prática da profissão e aprender com os melhores, o estagiário tem direito a auxílio transporte e remuneração", afirma.

Segundo o coordenador do curso de Direito do UNIPTAN, Prof. Msc. Leandro Ramalho, o curso de Direito fica extremamente feliz com a aprovação da Izadora Andrade na primeira colocação do processo seletivo de estágio para Advocacia Geral da União. "Parabenizamos a aluna na certeza de estarmos no caminho certo, preparando nossos graduandos para os desafios que encontrarão pelo caminho. Izadora, você é um belo exemplo que a dedicação e o preparo contínuos são ingredientes para quem almeja grandes conquistas. Sucesso", conclui.

Para os alunos que também almejam se dar bem nos processos seletivos da área, Izadora dá uma dica: "Todos temos muitos sonhos e, aos colegas estudantes, ainda mais em época de pandemia, não custa lembrar de persistir. Eu sei que todo mundo diz isso, que em muitos dias nós não estamos bem, o sentimento de incerteza invade, a ansiedade, o pensamento de que não vamos conseguir, mas o pior dos erros me parece ser desistir. A ideia é estabelecer metas, ter uma rotina de estudos, estudar antes do edital. Se em alguns dias não conseguir cumprir a meta, estabelecer outra. Exigir menos de si mesmo e comemorar mais, comemorar cada vitória. Mais importante que o número de horas estudadas é manter constante o compromisso diário de estudos", afirma.

Sobre planos futuros Izadora Andrade afirma estar em busca de novos desafios.- " O estágio é algo muito importante para a experiência e formação, mas ainda não é o objetivo final, que, para mim, é alcançar a magistratura. Tenho percebido no decorrer do curso que a minha área de preferência não tem limites bem traçados. Além disso, me encanta a ideia de ensinar e penso bastante em seguir também como professora. Atualmente, mantenho meus sonhos livres para serem o que quiserem". 

O processo seletivo para estagiário da Advocacia Geral da União (AGU) é bastante concorrido. É exigido extenso conteúdo, que engloba Direito Constitucional desde os fundamentos à organização do Estado; Direito Administrativo com foco nas atividades, conceito e princípios da Administração Pública Direta e Indireta; Direito Processual Civil, das bases da organização processual à aplicação dos princípios constitucionais ao processo; Conhecimentos Gerais, abordando as leis que dispõe sobre as atividades da Advocacia Geral da União e conhecimentos amplos da  Língua Portuguesa. Tudo isso distribuído em 40 questões, cada uma devendo ser respondida em 2 minutos.


Fonte: